12/03/2009

Vem





Vem...
Vem amor
Vem para junto de mim...
aguardo-te
com a alma cheia de desejo...
és a minha luz...
és o ar que respiro...
és a agua que necessito....
és tudo e nada...
és vento que passa no meu rosto...
és o sonho acordado...
és passaro em liberdade..
voa... voa...
és anjo...
és pecado...
mas volta para junto de mim!!
ès o meu sorriso...
Sem ti não sou nada!
Sinto-me encantada!!
Bea


7 comentários:

Xana disse...

Andava por aí por blogs que costumo ler e deparei-me com este teu poema , que gostei :)

O tema "amor " dá sempre pano para mangas...e este teu precisou de pouco pano , mas saiu bem bonito :)

José disse...

A vida é feita de encontros e desencontros. Mas... quando o amor acaba não vale a pena estar a chamar por algo ou alguém que já não nos ouve... É seguir em frente!!!

José Santos

Arnaldo Macedo disse...

Dizem que a paixão o conheceu

dizem que a paixão o conheceu
mas hoje vive escondido nuns óculos escuros
senta-se no estremecer da noite enumera
o que lhe sobejou do adolescente rosto
turvo pela ligeira náusea da velhice.....................................................................
Al Berto

Isabel José António disse...

Querida Amiga Beatriz Francisca,

Belo poema sobre o amor, este que postou hoje.

Parabéns.

Um grande abraço

José António

Beatriz disse...

Meu Caro José Santos, para Psquiatra como se diz, está a falhar um pouco...será que nao sabe ler um simples texto? quem disse que o meu amor acabou? è um texto que exprime meu estado de alma...não chamo por alguém...quero é ter sempre ao pé de mim o meu amor, como já lhe disse outrora, eu sou feliz!
Deixo-lhe um beijo e o meu sorriso e seja feliz!!
Bea

José Heitor Santiago disse...

A autenticidade
não é moda
e quanto mais despidos
de adereços,
simples de ser,
mais actualizados
nos apresentamos
à felicidade,
sem fronteiras,
nem tempo.

josé Heitor Santiago


Abraços poema,


jhs

Só Eu disse...

Feliz dum amor assim.
Gostei de te visitar.
Beijinhos
Ricardo

Eu!!

Eu!!